domingo, 14 de outubro de 2007

"Não existe isso de homem escrever com vigor e mulher escrever com fragilidade. Puta que pariu, não é assim. Isso não existe. É um erro pensar assim. Eu sou uma mulher. Faço tudo de mulher, como mulher. Mas não sou uma mulher que necessita de ajuda de um homem. Não necessito de proteção de homem nenhum. Essas mulheres frageizinhas, que fazem esse gênero, querem mesmo é explorar seus maridos. Isso entra também na questão literária. Não existe isso de homens com escrita vigorosa, enquanto as mulheres se perdem na doçura. Eu fico puta da vida com isso. Eu quero escrever com o vigor de uma mulher. Não me interessa escrever como homem."

Lya Luft


Voltei!!!!
Cansada de brincar!!!!
Descansada de pensar!!!!
Pronta para recomeçar!!!!



Um comentário:

Angela Carolina disse...

Precisa voltar para o blog garota... rsrsrs Só pq eu postei um dia acho q tenho moral, né?
Bjs